Quando eu devo procurar um psicologo?

Nem sempre percebemos uma eventual deterioração na qualidade da nossa saúde psíquica no dia a dia. A explicação está no fato de que degeneração do nosso bem-estar pode ser um processo lento.

Ou seja, mesmo com a convicção de que podemos contornar bem alguns incômodos que atrapalham a nossa qualidade de vida, ainda assim devemos considerar que tratar a saúde mental é uma medida preventiva.

São inúmeros os motivos que podem levá-lo a buscar esse tipo de suporte profissional. Relacionamos abaixo os mais comuns. Confira abaixo.

Profissão: Dificuldades no ambiente de trabalho. Dificuldade com gestor. Dificuldades em se sentir realizado.

Família: Dificuldade com o pai, dificuldades com os filhos, dificuldade de compreender laços familiares.

Relacionamento: Problemas amorosos com o parceiro, medo de se relacionar, dificuldades no namoro ou casamento, sentimento de carência.

Comportamento: Mudança de comportamento, compreensão sobre comportamento, melhorar aspectos, compreender sobre o funcionamento interno.

Autoconhecimento: Á pratica de se conhecer melhor faz com que as pessoas tenham mais controle de suas emoções, independente de serem positivas ou não.

A doença como um caminho

Você é uma pessoa alérgica?

A doença como um caminho.

Vejamos o que fala os autores desse livro quando a pessoa é bem alérgica.

A pessoa que tem alergia é uma agressividade que se materializou. A pessoa alérgica deve fazer a si mesma as seguintes perguntas:

1 – Por que não suporto tomar consciência da minha agressividade, e a transfiro para a manifestação corporal?

2 – Quais âmbitos da vida me inspiram tanto medo que procuro evitá-los?

3 – Para que temas apontam os meus alérgenos?
4 – Até que ponto uso minha alergia para manipular o meio ambiente?

5 – Como encaro o amor, qual é a minha capacidade de amar?

Você concorda com todas essas questões?

O livro “A Doença Como Caminho”, de Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke, que trata do conteúdo psicológico associado a vários tipos de doenças e incidentes, os quais por não conseguirmos trabalhar adequadamente em nossa psique, passam a fazer parte da nossa “sombra”, não sendo percebidos conscientemente, manifestando-se, então, em nosso corpo físico, para que assim os possamos vivenciar, para superar e integrar seus consequentes desafios e ensinamentos.

Arte de Viver
Psicologia e Saúde Emocional

WhatsApp chat