Exposição de Tarsila do Amaral

Segundo as informações do G1, a exposição de Tarsila do Amaral no Museu de Arte de São Paulo (Masp) já reuniu 350 mil pessoas até o último domingo (21). É o maior público dos últimos 20 anos do museu e um fenômeno só comparado à exposição de Monet na década de 90, que reuniu 400 mil pessoas.

Deixo essa dica para professores de arte, psicólogos, familiares, empresários, enfim toda pessoa pode apreciar a arte e tudo o que nela contém.

Deixo o link para maiores informações:

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/07/23/exposicao-de-tarsila-do-amaral-gera-fila-de-6-horas-e-reune-maior-publico-dos-ultimos-20-anos-do-masp.ghtml?fbclid=IwAR1OMrVJRayOmj43BgFa1l4M_-1Z56Erf13nwGZkaaoBo-ZxD39zPVXz2YM

Arte de ser Feliz

Você leu no topo do meu site a frase “Arte de Viver”, isso é o que faço no meu trabalho. E você pode ter pensado: como é possível viver e ser feliz ?

Mas para você entender melhor, podemos dizer que meu trabalho é:

Para você quem tem conflitos

Para você que tem ansiedade

Para você que tem vícios

Para você que deseja ser feliz.

Sou Psicóloga, e já alguns anos ajudo as pessoas a desenvolver suas habilidades para solucionar os seus conflitos.

Como acontece o meu trabalho?

A proposta é o encontro consigo mesmo.

Estamos rodeados de emoções e comportamentos difíceis de trabalhar: ansiedade, insegurança , vícios e dificuldades nos relacionamentos.

Acesse no nosso site e conheça mais sobre os programas:
viver sem ansiedade 
sem vícios 
sem conflitos familiares.
https://www.apsicologiaonline.com.br/

PLANO DE AULA

1º . ano . Ensino Médio.

1. Tema da aula: Arte na Grécia.  Pesquisa em sala de aula.  02 aulas.  – Teoria e prática

2. Recursos: Apostila ou  Slides .

3. Método:  Aula expositiva – Trabalhar antes tópicos para chamar atenção dos alunos, fazendo perguntas.

4. Desenvolvimento da Aula.

1. Apresentar o tema da aula: Arte na Grécia.

2. Roda de conversa  e exercício.

3. Oficina de desenho: Escultura Grega – Apresentar os principais mestres da escultura clássica grega.

Dar para os alunos o texto abaixo sobre Escultura Grega.

A ARTE GREGA

Enquanto a arte egípcia é uma arte ligada ao espírito, a arte grega liga-se à inteligência, pois os seus reis não eram deuses, mas seres inteligentes e justos que se dedicavam ao bem-estar do povo.

Os principais mestres da escultura clássica grega são:

    Policleto, autor de Doríforo – condutor da lança, criou  padrões de beleza e equilíbrio

    Fídias, talvez o mais famoso de todos, autor de Zeus Olímpico, sua obra-prima, e Atenéia.

    Lísipo, representava os homens “tal como se vêem” e “não como são” (verdadeiros retratos). Foi    Lisipo que introduziu a proporção ideal do corpo humano com a medida de oito vezes a cabeça.

   Praxíteles, celebrado pela graça das suas esculturas, pela lânguida pose em “S” (Hermes com  Dionísio menino), foi o primeiro artista que esculpiu o nu feminino.

    Miron, autor do Discóbolo – homem arremessando o disco.

Escultura Grega.

Não é de hoje que as pessoas, de uma maneira geral, preocupam-se muito com os padrões de beleza considerados ideais. Por exemplo, a maioria das mulheres quer ter um corpo tipo “top model”, hoje, considerado o padrão ideal de beleza feminino. Mas, esses padrões de beleza mudam de acordo com a época. Em diversas fases da História da Arte, em especial o Renascimento e o Neoclassicismo e até mesmo hoje em dia nos desenhos de histórias em quadrinhos (Super-heróis), o ideal de beleza ainda é inspirado no cânone clássico greco-romano que se formou a partir de uma medida ideal de figura humana: o cânone das oito cabeças.

Cânone ou cânon é uma palavra de origem grega que significa regra, padrão, modelo ou norma. Um modelo seria proporcionalmente perfeito e tido como símbolo de beleza se apresentasse essa medida.

Assim, um corpo normalmente constituído poderá “conter” oito vezes a medida da cabeça do modelo (figura humana). O artista grego obedecia a essas regras para obter uma representação bem proporcionada do corpo do homem ou da mulher e assim eles criaram um sistema perfeito para fazer suas pinturas e esculturas.

Um escultor grego de grande importância – Lísipo (autor da estátua do Apoxiomenos) – ampliou a proporção para oito vezes o tamanho da cabeça. Assim:

  1. Cabeça (até o queixo)
  2. Pescoço até peito (da altura do queixo passando pelo pescoço até o peito)
  3. Peito até umbigo
  4. Abdome (umbigo até quadril/púbis)
  5. Quadril até metade das coxas
  6. Metade das coxas até o joelho
  7. Joelho até metade da perna (panturrilha)
  8. Panturrilha até dedos do pé (passa pela canela, calcanhar até chegar ao pé)

    Conheça nosso produto: Apostila para Aulas de Artes – Ensino Médio. 60 páginas.

Roda de Conversa sobre Arte

Querido leitor (a), vamos continuar nossa roda de conversa, principalmente no início do ano, como é importante estudar, trocar ideias para inovar as aulas ou aprofundar tornando as aulas de arte mais criativas.

Estesia, o que é?

Estesia, hoje é uma palavra nova para todos nós, é uma palavra ligada a nossa sensibilidade, a sensibilidade do educando. Como vemos o mundo e como percebemos os nossos sentidos. Tudo o que o nosso corpo consegue perceber. O professor organiza o ambiente, daí a aprendizagem acontece melhor. Favorecer que o aluno perceba as suas sensações.

Aulas de Arte

O ensino da arte deve estar em consonância com a contemporaneidade. A sala de aula deve ser um espelho do atelier do artista ou do laboratório do cientista. Neles são desenvolvidas pesquisas, técnicas são criadas e recriadas, e o processo criador toma forma de maneira viva, dinâmica. A pesquisa e a construção do conhecimento é um valor tanto para o educador quanto para o educando, rompendo com a relação sujeito/objeto do ensino tradicional. Este processo poderá ser desafiador. Delimite-se o ponto de partida e o ponto de chegada será resultante da experimentação. Dessa forma, o ensino da arte estará intimamente ligado ao interesse de quem aprende.

Esta maneira de propor o ensino da arte rompe barreiras de exclusão, visto que a prática educativa está embasada não no talento ou no dom, mas na capacidade de experiência de cada um. Dessa forma, estimula-se os educando a se arriscarem a desenhar, representar, dançar, tocar, escrever, pois trata-se de uma vivência, e não de uma competição. Para que esta afirmação se torne uma realidade, acreditamos que é através do espaço educativo que se possa efetivamente dar uma contribuição no sentido de possibilitar o acesso à arte a uma grande maioria de crianças e jovens. Sendo a escola o primeiro espaço formal onde se dá o desenvolvimento de cidadãos, nada melhor que por aí se dê o contato sistematizado com o universo artístico e suas linguagens: artes visuais, teatro, dança e música .

O QUE SIGNIFICA METODOLOGIA?

Considerando a diversidade metodológica, faz-se necessário primeiramente conceituá-la: a metodologia estuda os métodos de ensino, classificando-os e descrevendo-os, sem julgar ou dar algum valor.

Quanto ao significado etimológico da palavra refere-se ao caminho a seguir para alcançar algum fim (PILETTI, 1995, p.102). Assim, a metodologia se torna um roteiro geral para a atividade, indicando as linhas de ação utilizadas em sala de aula, sendo um meio de transmitir os conteúdos curriculares e alcançar os objetivos propostos.

A metodologia não deve ser confundida com a teoria, pois só se interessa pela validade e não pelo conteúdo, nem pelos procedimentos (métodos e técnicas), à medida que o interesse e o valor destes está na capacidade de fornecer certos conhecimentos.

Ao responder sobre o como fazer após ter-se definido o que é importante trabalhar o educador busca conhecer a realidade, integrando saberes teóricos e empíricos, em diferentes áreas e escalas de planejamento: macro e micro, ou exploratório e analítico.

Segundo esse conceito, é possível destacar vários elementos, tais como os instrumentos (métodos e técnicas), os objetos (materiais) e as referências teóricas. A harmonização e a integração balanceada desses elementos definem a metodologia.

Por isso, a importância do plano de curso para nortear os planos de aula e projetos.

Segue sugestões:

Hibridismo na arte, a leitura de imagens no mundo contemporâneo 

O projeto Hibridismo na Arte

Hibridismo na arte, a leitura de imagens no mundo contemporâneo – .

Projeto –
Colagem Surrealista e o uso das Tecnologias
Baseado nas Colagens surreais do artista Marcelo Montreal

12a. PRIMAVERA DOS MUSEUS

“ CELEBRANDO A EDUCAÇÃO EM MUSEUS”

PROGRAMAÇÃO

Dia 17/08  – segunda feira

 Horário:  9:00 horas

Local:      Centro Turístico e Cultural “ João Robson de Castro” – CETUC

Avenida Tancredo Neves, 326  Centro

Auditório “ Dimas de Oliveira”

  • Abertura da 12a. Primavera dos Museus com o tema : “Celebrando a Educação em Museus”
  • Apresentação de Poemas e Poesias por membros da ACADSAL Academia de Letras de Santo Antônio do Monte
  • Apresentação Musical da Escola Musical Encantos de Arlene Tavares

Dias 18/08  – terça feira- Horário : 9:00

Local:     Centro de Memória Municipal “ Dr. José de Magalhães Pinto”

Avenida Coronel Amâncio Bernardes ,181 Centro

  • Abertura da Exposição  de Colagens Surrealista com o tema: “Hibridismo na Arte, a  leitura de imagem no mundo contemporâneo, um projeto da Professora e Psicóloga Maria de Lourdes Batista, com os alunos do 3o. Ano da Escola Estadual Padre Paulo.
  • Visitação por alunos de Escolas Estaduais , Municipais e Particulares nos Espaços do Centro de Memória  Municipal “ Dr. José de  Magalhães Pinto”
  • Visitação por alunos de Escolas Estaduais ,Municipais e Particulares no Casarão do Padrinho Vigário – Museus Sacro Monsenhor Otaviano”

Dias 18/08 a 21/08  – terça feira a sexta feira

 Horário: 9:00 àas 11:00 hs

               12:00 às 16:00 hs

Local: Av. Coronel Amâncio Bernardes , 181 Centro

 Visitação a Exposição  de Colagens Surrealista com o tema: Hibridismo na Arte, a  leitura de imagem no mundo contemporâneo, um projeto da Professora e Psicóloga Maria de Lourdes Batista, com os alunos do 3o. Ano da Escola Estadual Padre Paulo

  • Visitação por alunos de Escolas Estaduais , Municipais e Particulares nos Espaços do Centro de Memória  Municipal “ Dr. José de  Magalhães Pinto”

 Dias 18/08  a 21/08  – terça feira a sexta feira

 Horário: 9:  às 11:00 hs

13:00 às 15:00 hs

Local:  Rua Vigário Alexandrino, 126 – Bairro Monsenhor Otaviano

 Visitação por alunos de Escolas Estaduais ,Municipais e Particulares no Casarão do Padrinho Vigário – Museus Sacro Monsenhor Otaviano”

Dias: 18/08   terça feira e 19/08  quarta feira

Horários: 13:00 às 15:00 hs

Local :  Centro Turístico e Cultural “ João Robson de Castro” – CETUC

Avenida Tancredo Neves, 326  Centro

Auditório “ Dimas de Oliveira”

  • Oficina de Colagem e fotografia Fauvista, com a Professora e Psicóloga Maria de Lourdes Batista com o tema  Hibridismo na Arte, a  releitura do Patrimônio Cultural,. As inscrições serão feitas pelas escolas  pois o número  de participantes será 

Dia: 22  sábado

Horário : 8:00 às 12:00 hs

Local:  Centro Turístico e Cultural “ João Robson de Castro” – CETUC

Avenida Tancredo Neves, 326  Centro

Auditório “ Dimas de Oliveira”

 Exposição de Trabalhos feitos nas Oficinas realizadas durante a 12a. Primavera de Museus pela Professora e Psicóloga Maria de Lourdes Batista

  • Exposição “Hibridismo na Arte”, a  leitura de imagem no mundo contemporâneo . Colagem e fotografia surrealista da Professora e Psicóloga Maria de Lourdes Batista de alunos do 3o. Ano da Escola Estadual Padre Paulo.
  • Encerramento da 12a. Primavera de Museus
WhatsApp chat