• Home
  • Projetos
  • Roda de Conversa: A importância do Plano de Curso –

Roda de Conversa: A importância do Plano de Curso –

Arte no Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Olá professores, vamos continuar nossa Roda de Conversa. Hoje, trago o tema: a importância do plano de curso. Vários autores vão dizer:

É um instrumento de trabalho que possui o objetivo de referenciar os conteúdos, as metodologias, os procedimentos e as técnicas a serem utilizadas no processo de ensino-aprendizagem concernentes às unidades escolares. Sejam estas de ensino fundamental e médio, instituições de ensino superior e cursos técnicos de qualquer nível.

Na minha prática penso que é importante os temas já escolhidos previamente, tendo em vista os planos de aula e projetos para que aconteça o processo criativo. A cada ano o professor vai atualizando esse plano.

Se possível buscar a interdisciplinariedade, o plano deve estar em sintonia com os Parâmetros Curriculares Nacionais(PCNs) e agora com a BNCC.

A construção desse material gera entre os profissionais uma nova postura, ocasionando debates voltados para a satisfação em promover ações norteadoras, visando a um melhor nível de ensino dos conteúdos programáticos e uma responsabilidade com a aprendizagem, que geram mudanças de comportamentos.

Veja a introdução do Plano de curso que fiz para o ano de 2019

A linguagem da arte na educação tem um papel fundamental no desenvolvimento do aluno, envolvendo os aspectos cognitivos, sensíveis e culturais.

Por meio do contato com objetos e materiais artísticos é possível ampliar o conhecimento de mundo do aluno, levando-os a conhecer as diversidades culturais, políticas, econômicas e sociais dos momentos históricos, além de explorar as diversas formas de expressão artística.

            A arte desenvolve a consciência social, contribuindo para a formação de sua percepção de mundo, promovendo a integração social. Ao apropriarem-se da linguagem artística, os alunos por meio de sua capacidade de reflexão, percepção, interpretação, sensibilização e imaginação, podem se tornar mais conscientes de sua realidade, ao compreenderem e explorarem o mundo através de um novo olhar e assim desenvolverem o pensamento crítico. Através da arte, os alunos são estimulados a ser conscientes da necessidade de transformação social, uma vez que, ao compreenderem melhor o que está posto pela sociedade que os cerca, conseguirão agir de forma ativa, mostrando sua essência criativa, crítica, compreensiva e transformadora.  Além de estimular os sentidos do aluno através do conhecimento sobre as artes, da interpretação de objetos artísticos e de reflexões, a aprendizagem artística também estimula o educando a desenvolver sua capacidade criativa.

            Por meio da educação estética, colocaremos os alunos em contato com os sons, imagens, movimentos, ferramentas e materiais, estimulando assim os seus sentidos, e motivando a imaginação criadora, a expressão, a capacidade estética, as possibilidades de improvisação e de transformação, indo para além da superficialidade, contribuindo para o desenvolvimento cognitivo, crítico, estético e social. Buscaremos constituir e mediar situações de alargamentos cognitivos que se concretizem enquanto significados, gerando experiências criativas e críticas. Pois, acreditamos que o processo criativo possibilita o pensamento divergente, cujo objetivo é encontrar o maior número de possibilidades para a solução de problemas a partir de vários pontos de vista, levantando hipóteses e confrontando-as com as hipóteses de seus pares. Assim, a aprendizagem torna-se significativa, pois estabelece relações entre a criação pessoal, a apreciação estética e as circunstâncias que envolvem a produção artística.

            Em síntese, com o ensino da arte possibilitamos a apreciação e experimentação, ao educando, das diversas manifestações artísticas (artes visuais, teatro, dança e música), compreendendo-as nos mais variados contextos sociais como formas de expressão do ser humano através do tempo. Os conduziremos ao conhecimento dos elementos básicos das linguagens visuais. Esperamos que observem e reconheçam a leitura das diferentes linguagens de comunicação visual, teatral, musical e da dança, edificando uma relação de autoconfiança com a produção artística pessoal e conhecimento estético, sempre respeitando a própria produção e a dos colegas.

            É através de pensamentos traduzidos em imagens, movimentos e palavras, que a arte nos remete ao universo do saber. Portanto, ela é a ação consciente do homem que se une à compreensão da realidade através do trabalho criativo, ou seja, a arte é a união da subjetividade com a objetividade. E quando a ação é consciente a consequência é a capacidade de transformar, permitindo que o subjetivo se integre a algo objetivo, ao projetar, idealizar e objetivar a criação do novo. Assim, nosso objetivo geral é humanizar através da arte.

Segundo os PCNs, as aulas de Arte devem contemplar atividades de quatro linguagens: dança, artes visuais, teatro e música. E a proposta triangular de Ana Mae Barbosa: Apreciar, contextualizar e produzir.

Entre em contato para adquirir o nosso material.


[email protected]

Maria de Lourdes Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat