• Home
  • Archive by category "Ansiedade"

Ansiedade. Qual profissional devo procurar?

Psiquiatra? ou um Psicólogo?

O melhor é fazer o tratamento em conjunto. O psicólogo poderá lhe ajuda a compreender como seguir melhor seu tratamento, se há indicação e encaminhamento para uso de medicação que poderá ser prescrita por um psiquiatra.
Existem muitas causas para alguém desenvolver respostas de ansiedade. Vou falar mais sobre o tema para que você possa escolher melhores ideias para se ajudar no processo de cura.
Para poder acabar e tratar a ansiedade é importante não só entender o que é, mas como isso afeta sua vida diretamente, pois os sintomas podem variar de pessoa para pessoa. No geral, a ansiedade é a resposta a sentimentos e pensamentos que acompanham as pessoas ao longo da vida, ou seja, é algo normal, porém pode estar intensificado, causando mal estar e grande desconforto.

Ansiedade dosada é boa, em excesso faz mal. Ou seja, a ansiedade em si, não é mesmo o problema, mas a intensificação dos sintomas, sim, impedindo a pessoa de viver de forma plena e segura. É natural sentirmos ansiedade em determinados momentos, por exemplo, numa experiência nova, como uma prova, um teste, ou algo que temos que expor uma ideia ou apresentação.
Mas esse sentimento é negativo ou paralisante, algo está errado. A ansiedade pode causar muitos sintomas físicos ruins, além dos emocionais que afetam a qualidade das ideias, escolhas e ações.
Muitas pessoas sentem-se ansiosa por não saberem lidar com o grau de exigência pessoal, por não conseguir organizar-se dentro do tempo necessário para as coisas e também pela preocupação excessiva com o futuro. Quem perde o foco no agora, pode ficar mais preocupado e ansioso. Pode parecer um pouco difícil tratar e se livrar de vez da ansiedade, mas com um pouco de disciplina, auto percepção, tratamento especializado, você poderá se curar e sentir-se bem melhor com isso tudo. Algumas pessoas, aprendem esse comportamento, por exemplo, com os pais, sem perceber que essa não é a melhor resposta a ser dada. Quando se está com medo, também há uma resposta de ansiedade. Assim, como a impaciência e nervosismo.


O transtorno da ansiedade generalizada, é um distúrbio caracterizado por sintomas, como:


– mente agitada;– preocupação excessiva com o futuro;– coração acelerado;– tremor nas mãos;– tremor nas pernas;– tremor no corpo;– expectativa negativa sobre algo;– angústia e apreensão;– dificuldade de controlar pensamentos acelerados;– cansaço excessivo;– dificuldade de concentração;– humor alterado;– irritação (falta de paciência) – que pode levar a brigas e desentendimentos;– agressividade;– rubor;– suor excessivo;– tensão muscular;– dificuldade de relaxar;– ações compulsivas e impensadas;– ganho ou perda de peso.
O ideal é você entender quais pontos lhe causam maior preocupação. Como você lida com a ansiedade do seu dia a dia? Como você tem organizado suas ações para que possa combater a tensão?
Para alívio e cura dos sintomas, sugiro técnicas de relaxamento corporal, respiração, atividade física, hipnose, meditação, psicoterapia e uma boa avaliação com um médico ou psicólogo que será capaz de indicar um tratamento qualificado para você.
Uma dessas técnicas, como a hipnose, por exemplo, ou mais quando combinadas e indicadas por um profissional qualificado surtirá efeito na cura e bem estar.

TEXTO ORIGINAL DE MINHA VIDA

Fonte: Psicologias do Brasil

Como superar a ansiedade.

Varias pesquisas já foram realizadas para comprovar a veracidade de que as informações auxiliam no processo de entender a ansiedade.

Os Drs Richard Herbert, James D. Forman e Evan M. Gaudiano, da Universidade de Michigan, realizaram um estudo em 2008 para analisar o impacto dos livros para superar a ansiedade na população.

Com o Dr. Ellis, aprendemos que a ansiedade em si não é negativa.O preocupante é quando perdemos o controle sobre ela e a nossa realidade começa a se confundir e se tornar distorcida por essa abordagem doentia cheia de pensamentos negativos.

A ansiedade como fator positivo vem quando tomamos consciência que tudo tem seu tempo. É preciso sonhar, mas criar metas para realizar o sonho, não seja rápido, a correria do mundo atual criou uma sociedade ansiosa.

Mude sua forma de pensar, lembre que as grandes realizações,” é a soma de pequenos feitos.”

Veja 5 pontos para você trabalhar sua ansiedade:

1 AUTOCONHECIMENTO

Buscando entender a própria personalidade entendemos como funciona nossa ansiedade.

2 PRATIQUE ALGUMA FORMA DE MEDITAÇÃO

A prática de qualquer forma de meditação ajuda tanto a aprender a relaxar, respirar melhor e esvaziar a mente de preocupações e pensamentos desnecessários quanto na organização mental.

3  TENHA METAS DEFINIDAS

Quando temos metas definidas deixamos claro para nosso organismo para onde direcionar a energia; quando não temos a energia fica a deriva. Se você tem muita energia não reclame, agradeça e use isso de forma inteligente.

4 CUIDE DO SEU SONO E ALIMENTAÇÃO

O sono é um regulador natural do nosso organismo. Quando dormimos bem atingimos estados de sono profundo causando um efeito como reiniciar o sistema.

Se você desconta a ansiedade na comida busque outra atividade que possa fazer ao invés de comer: Desenhar, tocar um instrumento, beber um suco de frutas, praticar um esporte ou dança, ou outra coisa que sinta motivação.

5 DIRECIONE MAIS SEU FOCO PARA O LADO POSITIVO DAS COISAS

Ver a vida como uma oportunidade é essencial para a automotivação. Um depressivo tende a se entregar aos problemas e a ansiedade que esses trazem resumindo o mundo aos seus pontos negativos.

Um esportista, por sua vez, tende a “queimar” esse combustível gerado pela ansiedade e buscar técnicas para educá-lo em favor de suas metas de autosuperação.  Quando sabemos dar vazão a ansiedade pode se tornar em algo benéfico, uma fonte de motivação. Foco em atividades e pensamentos positivos, pois em última instância tudo é uma escolha, inclusive a ansiedade.

Precisa de ajuda? entre em contato conosco.

Ansiedade e medo estão intimamente relacionados

Querido leitor vá devagar, não deixe a ansiedade te dominar.

É comum a preocupação com o futuro e os anseios que nos rondam. Mas, se essa preocupação tem te tirado do controle de sua vida, tem te paralisado, causando medos, tristezas e outros sentimentos maléficos a sua vida, chegou a hora de descobri-los e tratá-los. A ansiedade pode ser considerada um dos grandes males da atualidade.

O que é ansiedade?

A ansiedade é um estado natural que antecipa uma situação de desafio ou de perigo, como conhecer alguém importante ou novo, apresenta-se em um trabalho, viajar para um lugar novo, realizar uma prova importante, etc. No entanto, esse estado ansioso passa e a pessoa volta ao seu estado normal após determinado acontecimento.

É considerada patológica, quando o estado ansioso permanece sem que haja nenhuma situação iminente ou mesmo quando há um estímulo, mas a resposta ansiosa é desproporcional e exacerbada. Ansiedade e medo estão intimamente relacionados, bem como o sentimento de vazio, angústia e a timidez.

Os transtornos ansiosos são classificados em diferentes tipos, entre eles: Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), a Síndrome do Pânico, Transtornos fóbico-ansiosos.

Ansiedade um mal do mundo moderno

 

A ansiedade patológica é um transtorno mental sério que, se não tratado, pode desencadear graves crises de pânico.

Sintomas: Os transtornos de ansiedade são caracterizados por sintomas emocionais, cognitivos e físicos, veja:

Emocionais: irritabilidade, sentimento de culpa, medo, preocupação exacerbada com futuro e com a saúde, rebaixamento do humor, comportamento de fuga, nervosismo;

Cognitivos: dificuldade de concentração, pensamentos negativos, aceleração dos pensamentos ou “vazio” na mente, linguagem afetada;

Físicos: dor no peito, taquicardia, formigamento, sudorese, calafrios, “frio na barriga”, tensão muscular, desconforto gastrointestinal, dificuldades para dormir…

 As causas da ansiedade podem estar relacionadas a diversos fatores, dentre eles:

* Genética e hereditariedade;

* Ocorrência de um evento estressor: por exemplo, morte ou doença de alguém próximo, situações adversas no trabalho, rompimento de relacionamento de forma traumática, etc;

* Perfil de comportamento e pensamento: pessoas muito aceleradas, autocríticas e introspectivas;

* Traumas prévios na infância, adolescência ou mesmo na idade adulta.

O mais importante é tratar a raiz do problema, para que esse transtorno possa ir aos poucos saindo de sua vida. A terapia mostra  ao paciente o porquê dele estar se sentindo desta forma, auxilia a encontrar  quais situações são causadoras desta sensação de ansiedade.

Algumas dicas da psicóloga também podem ajudar você no autocontrole; nunca foque somente no lado negativo das situações. Veja que sempre há dois lados e busque focar no melhor. Faça atividade física ou outra atividade que te dê prazer. Busque estar ao lado de pessoas que você ama. Se ame e não aceite aquele sentimento que te faz mal. E o mais importante invista em você, no seu bem estar, na sua saúde, busque a terapia. Ela é essencial para uma boa qualidade de vida. Você é merecedor de uma vida saudável!

Viva bem, viva feliz, faça terapia!

Como Lidar com a Ansiedade

10 passos para verificar seu grau de ansiedade.

  1. Escreva. Pegue papel e caneta e escreva tudo que lhe vier à cabeça. Depois jogue tudo fora.
  2. Observar o presente. Direcione sua atenção para o momento presente e o ambiente externo. Às vezes ficamos inquietos com relação ao futuro.
  3. Relaxe. Pense em alguma coisa que lhe dê muito prazer e esteja acessível: uma comida, uma fruta, sorvete, banho quente, etc. Faça a sua escolha, sinta prazer no que for possível e fique usufrua da melhor maneira possível.

4) Exercício de integração dos lados direito e esquerdo do cérebro. De pé, sucessivamente levante um joelho e toque-o com a palma da mão do lado oposto, isto é, palma da mão direita no joelho esquerdo e vice-versa, depois faça o mesmo para a outra perna/braço. Comece devagar e vá aumentando a velocidade gradativamente.

5) Acredite. Às vezes não agimos por falta de uma crença na possibilidade de achar uma solução.

6) Ria – Veja, assista ou leia algo de humor. O riso alivia.

7) Autoconhecimento. Ligue a “câmera mental” e procure informações sobre o que está acontecendo internamente. Você pode fazer perguntas: “Em que estou pensando?” “O que estou imaginando?” “Que filme estou repetindo?”

8) Algo de bom. Pergunte-se: “O que essa emoção pode conter de benéfico para mim?” Apenas escute a resposta.

9) Gaste energia –  Faça uma caminhada, corra, dance, vá para a academia ou pratique um esporte, massagem, escute uma música, viva sua espiritualidade.

10) Espere passar – Tem coisas que acontecem com as quais não precisamos fazer nada, apenas esperar, como um temporal.

Fonte: Virgílio Vasconcelos Vilela

WhatsApp chat