Auto suporte, o que é?

Escolhi este tema devido aos posts que coloquei nas minhas redes sociais e que me levou a uma reflexão pessoal. 

A palavra suporte refere-se desde o aspecto emocional – buscar desfazer-se da dependência emocional do outro – até aspectos objetivos – mobilizar a energia necessária para correr atrás de seus objetivos de vida por conta própria.

Um exemplo comum, utilizado pelo psicólogo Perls (1977), refere-se ao fato dos  pais de querer “dar tudo” a seus filhos. Apesar de a intenção ser boa, de que não falte nada a seus filhos para que possam desenvolver plenamente suas possibilidades, esta atitude deve ser pensada com cautela.

Oferecer sempre tudo aquilo que os filhos desejam não permite que eles se frustrem e, por consequência, além de crescerem acreditando que sempre vão conseguir tudo o que querem sem esforço, também não irão desenvolver nenhuma autoconfiança, pois não aprenderam a fazer as coisas sozinhos, e provavelmente não acreditam que conseguem.  Assim, essa criança se tornará um adulto sem auto suporte, necessitando buscar o apoio de que necessita externamente, nas outras pessoas.

Um dos pontos que pela minha prática ficar  bem prejudicado é a afetividade.

E como anda a nossa afetividade? Com essa pergunta iniciamos um processo de autoconhecimento sobre a  vida afetiva e seus entraves (impedimentos, problemas) .

O autoconhecimento e a Autorresponsabilidade caminham juntos.

1.Ter uma vida em ordem. E o que é ter uma vida em ordem? Pelos meus atendimentos este é um sonho de toda pessoa, ter uma vida calma, com mais equilíbrio  nos relacionamentos, na vida profissional, social e uma reeducação alimentar para um físico saudável. Ser mais compreensivo(a), algo que é difícil de se viver.

2.Ter conhecimento de suas dificuldades,  e ter uma vida com vários contatos e manter um relacionamento saudável no seu casamento. Esta é uma meta de centenas de pessoas.

3. Casamento. Ter uma vida afetiva, os conflitos são tantos, e a solução estão nos detalhes. Este é um dos problemas que deixam as pessoas ansiosas, frustradas, pois nem sempre é fácil uma vida a dois.

4. Os desafios diários.

Na construção dos relacionamentos,  os desafios fazem parte, nem sempre sabemos como vencer.

Lembre-se busque força interna, ela vai estabelecer suas energias para que seus relacionamentos sejam saudáveis.

Maria de Lourdes Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat