Redes sociais e o casais

A revista Veja trouxe uma notícia sobre a influência das redes sociais na vida dos casais.

Apesar dos altos riscos envolvidos, alguns profissionais acreditam que as redes sociais podem ser usadas de forma saudável.

Como lidar com a internet:

1.Ter diálogo quando houver alguma insegurança em uma das redes sociais.

2.Ter privacidade, mas autenticidade na relação.

3.Nada de mentiras. Tudo um dia é descoberto.

4.Pense nas suas escolhas ao fazer alguma pesquisa no google.

Outra reportagem é que achei pertinente é sobre a revista Cláudia, trazendo uma pergunta:

Você é ainda feliz na sua relação?

Caso não saiba a resposta, aqui vai um exercício de reflexão: questione-se a respeito de sua relação, pense se ela lhe faz mal ou bem, ponha na balança seus aspectos positivos e negativos. Lembrando que um relacionamento não precisa ser perfeito o tempo todo, pois a vida não é um comercial de margarina e a alternância entre momentos de maior ou menor felicidade é natural.

O que você achou da resposta?

Querido(a) leitor(a) caso precise alinhar o seu relacionamento eu tenho uma ferramenta que vai te ajudar muito, o curso Relacionamentos Saudáveis.

Entre em contato:

[email protected]

Como vai o relacionamento com seu filho?

04 pontos essenciais.

01. Presença paterna

02. Olhar postivo

03. Estimular a convivência entre o papai e mamãe

04. Mamãe não compare seu filho com ninguém.

Se seu filho tem problemas de aprendizagem, na leitura e na escrita, verifique sua saúde emocional e faça estimulação cognitiva para ver se ele tem uma resposta ao tratamento.

Busque ajuda mamãe e papai.

Maria de Lourdes Batista

Psicóloga

Pais e filhos, de bem com a vida.

04 pontos para ajudar você no Autoconhecimento

A Procura de si mesmo

  1. Olhar no espelho.

A procura de si mesmo pode ser comparada a uma viagem onde a pessoa vai percorrer seu mundo interior. Vai encontrar sua personalidade, seu jeito de ser e de viver.

2. É preciso se encontrar

Ao embarcar nesta aventura do autoconhecimento, é certo de que é uma busca contínua, em cada processo a pessoa consegue uma estrutura, coloca-se em ordem, assumindo sua própria vida .

Ela começa a dar nome aos sentimentos, aos pensamentos e começa a agir de forma mais plena.

3. Tem a consciência que o processo é contínuo.

Este processo vai de encontro ao outro, pois o segredo da vida em sociedade é saber tratar o outro como pessoa. O ser humano é que dá sentido ao mundo, esta frase representa a chave do bem viver, de se comunicar, de se encontrar.

O outro é o meu desafio constante.

4. Descobertas

Temos em nosso caminho de descoberta uma área importante, a sensibilidade . A sensibilidade é comparada a uma fita magnética que registrou todo o nosso passado desde a concepção, passando pela infância e adolescência, juventude e a fase adulta, (dependendo da sua idade).

Ela se sente ferida sempre que algum fato nos remete ao passado, ao presente e ao futuro. É preciso fazer um caminho de crescimento, de perceber como estou vivendo?

Sabe aquele rancor, aquela mágoa, aquele sufoco, aquela bola que sobe e desce? É a sensibilidade ferida, marcada.

A sensibilidade conta com o suporte fisiológico que é o Sistema Nervoso. O sistema nervoso é responsável pela maioria das funções de controle em um organismo, coordenando e regulando as atividades corporais. O neurônio é a unidade funcional deste sistema.

Assim, tudo que mexe com a sensibilidade é também somatizado pelo corpo.

Como é uma pessoa sensível?

Às vezes não é fácil. Em muitas situações é difícil se encaixar em um mundo com tantos altos e baixos, muito barulhento, egoísta e desonesto. Os sentidos das pessoas com alta sensibilidade, ou pessoas altamente sensíveis, (PAS) são tão vulneráveis ​​quanto privilegiados.

Como você se encontra neste caminho de descobertas?

Boa caminhada.

Cada ser humano é um pequeno universo com um potencial de recursos incalculável, habitado por um dinamismo de crescimento que o impulsiona a realizar-se e ser feliz”
André Rochais

WhatsApp chat