Como lidar com o preconceito?

O meu trabalho como psicóloga é ajudar os pais a terem relações mais saudáveis com os seus filhos.

Diante do meu percurso, percebi que um dos problemas são os conflitos das crianças e adolescentes, que acabam trazendo para o sistema familiar grandes dificuldades de interagir, ou seja de ter um ambiente saudável, ou até mesmo as tentativas que os pais tem de resolver as questões e não conseguindo acaba piorando o quadro. O que era um problema se torna uma dificuldade, e logo após se torna uma doença.

Entendendo os conflitos Familiares

Gosto de trabalhar com histórias para ilustrar os conflitos. Assisti o filme Crusch à Altura e achei muito oportuno o enredo do filme, leiam abaixo o resumo:

Filme : Crush à Altura

Nova comédia romântica,  Crush à Altura tem uma trama bem peculiar. O filme conta a história de Jodi, uma garota de 16 anos que tem dificuldades em se encaixar na escola – e em sua vida amorosa, pelo fato de ter 1,85 metro de altura e ser considerada extremamente alta.

Porém, tudo muda com a chegada de um estudante de intercâmbio sueco, que tem a mesma altura de Jodi e desperta um interesse romântico na garota. A trama de Crush à Altura gira em torno de Jodi tentando impressionar o rapaz enquanto enfrenta a concorrência das outras estudantes de seu colégio.

Nesta trama os pais não conseguiam ajudar sua filha, mas buscavam na tentativa de acertos e erros encontrar uma solução.

Ela tinha poucos amigos, e um gostava dela, somente era mais baixo do que ela.

E ai???

No desenvolvimento do filme a artista principal entendi que ser alta não interferia no seu namoro com alguém mais baixo, desde que houvesse uma boa relação, respeito e amor.

As vezes na vida real os adolescentes não tem um final feliz como neste filme.

Por isto pais, fiquem atentos de como ajudar os seus filhos a resolverem suas questões.

Fico por aqui.

Deixo a dica: entender o desenvolvimento do seu filho(a) é fator de prevenção ao uso indevido do álcool e outras drogas.

E também ajuda-o a não ficar parado na vida com medo do amanhã.

Pois o ansioso não vive bem o dia de hoje, esperando que o amanhã seja melhor.

Famílias funcionais

Quem sou eu?

Lendo, visitando páginas, algo me chamou atenção.
As pessoas dizendo de alguma forma: Não sou nada.

Comecei a refletir; como as pessoas chegam a falar assim de si mesmo?

O comportamento de uma pessoa não pode ser compreendido como um fenômeno isolado do mundo exterior.

Comecei a entender que a participação dos pais na vida de qualquer um é fundamental. Quando não acontece esta relação familiar, esta pessoa fica vazia de si mesma.

A sua história de vida, desde a sua infância até a fase da juventude, será marcada por esse não existir, não ter ninguém, não acreditar em nada.

Um cliente/paciente me disse: “fui expulso da minha própria casa, não acredito em mais nada. Não tenho fé em nada. Não sou nada. “

Essa fala é muito forte, um pai e uma mãe que expulsa da casa (física) seu filho e parece que O expulsou da possibilidade de vir a ser uma pessoa por inteiro, não sabe o que está fazendo.

Depois desse fato, ele não conseguiu se relacionar, ter contato com os outros e hoje não tem forças para se levantar, sair de sua cama, onde passa o tempo todo ali.

Conhecer uma pessoa assim, me faz perceber que os pais precisam se responsabilizar mais na função de ser pai e ser mãe. Buscar apoio nesta tarefa de educar e não somente desistir, expulsar.

A tarefa de educar não é fácil, mas possível, uma família em ordem é possível.

Uma pessoa em ordem também é possível.

Supervisão em Dependência Química


Olá pessoal! Estou abrindo vagas para supervisão em Dependência Química.


Público: Psicólogos que estejam realizando atendimentos clínicos e que trabalham na Rede Municipal de Atenção a família e ao usuário de álcool e outras drogas.


O objetivo é oferecer aos profissionais, conhecimento para que estes possam atuar na prevenção, tratamento e reinserção social e familiar do usuário.


Dia e horário: segunda-feira às 19:00 hs. Local: Supervisão online Vagas: 10

Para mais informações mandem uma msg. ou um e-mail: [email protected]


Maria de Lourdes Batista Psicóloga Pós Graduação em Dependência Química pela UFSJ. Universidade Federal de São João Del- Rei

O que fazer quando tudo parece desmoronar?

Muitas vezes as pessoas desistem de viver, por que não têm o apoio necessário para entender os acontecimentos.

Vamos refletir sobre 03 pontos que vai ajudar no momento como este.

1º. Dar a volta por cima e viver o novo.

Agradecer pelo que temos, quando não alcançamos os nossos objetivos e aquele algo que tanto desejamos e por vezes acreditávamos que seria bom para as pessoas caímos no desalento.

Chorar faz bem, mas cair no desespero não.

” Guardar as lágrimas por muito tempo só irá corroer os bons sentimentos e impedirá você de viver o novo que temos à nossa espera. A impressão que eu tenho é que as lágrimas que caem nos momentos de angústia, levam com elas tudo de ruim que não é para ser meu. E as vezes insistimos em ter perto, ou ainda ficar. “

Pesquisas afirmam que depois do choro, nos sentimos bem melhor, temos as sensação de alívio. Porém, não devemos nos entregar completamente e somente chorar, porque a vida requer coragem.

É preciso retomar e fazer as decisões que precisam ser tomadas.

2º. Ter uma visão positiva sobre o futuro

As vezes você teria que tomar uma decisão e não conseguia, não tinha forças para isso. Os acontecimentos levaram a isso.

Depois você vai ver, nada de triste foi, foi uma passagem.

É preciso ter novas ideias, e o sucesso virá.

3º. Escute essa música, a tradução esta no final.

Música 3 Coisas

Eu faço três coisas quando minha vida desmorona

Número um: choro muito e seco meu coração
Sem isso minha vida nova não começa
Essa é a primeira coisa que faço quando minha vida desmorona

Oh, a segunda coisa que faço é fechar meus olhos
E agradeço por cada momento da minha vida
Vou para onde sei que o amor está e deixo que ele me preencha
Juntando forças do sofrimento
Estou feliz sentir-me vivo

E as coisas estão melhorando
Sei que acima das nuvens o sol está brilhando
As coisas estão melhorando
O amor é a resposta em que estou me apoiando

Bem, a terceira coisa que faço agora, quando meu mundo cai
É dar uma pausa, tomar um fôlego e deixar o capítulo terminar
Projeto um futuro brilhante, diferente do que minha vida tem sido

E eu tento, tento, tento, tento, tento de novo
Sim, eu tento, tento, tento, tento, tento de novo

As coisas estão melhorando
Sei que além da escuridão o sol está nascendo
As coisas estão melhorando
Sei que acima das nuvens o sol está brilhando
As coisas estão melhorando
O amor é a resposta em que estou me apoiando
Três coisinhas

E se for preciso busque um profissional.

WhatsApp chat