Viver sem medo de ser feliz.

Eu quero viver bem, sem ansiedade e sem vícios.

Para viver bem um ponto fundamental é refletir sobre 
a mentira e a verdade.

1.Não gosto das mentiras que consolam, nem das meias verdades, menos ainda das inteiras falsidades. Prefiro a verdade, mesmo que doa. Mesmo que parta a minha alma, porque pelo menos serei livre para tomar o caminho que desejar e curar as minhas feridas com o tempo.

2. Há quem faça uso da mentira porque teme que a verdade cause muita dor, ou que as consequências afetem a pessoa de um modo indesejado.

3.A mentira faz prisioneiros e nos condena a manter vidas vazias, falsas e carentes de autenticidade. Sem dúvida, todos nós sofremos com os comportamentos e as atitudes daquelas pessoas que dizem que nos amam, mas que colocam um véu sobre nossos olhos enquanto repetem que tudo está bem. Que não está acontecendo nada…

4.O que dói não são as mentiras ou as falsidades pronunciadas com admirável integridade. O que fere, o que sangra em nossa alma, são as verdades que se calam e as palavras que são guardadas.

Como você tem vivido?

Será que o medo de falar a verdade te leva a mentir ?

As palavras são como o vento.

Dependência

O que precisamos saber?

Uso, abuso e Dependência
de Drogas

O que significa a palavra droga? 

Droga, é qualquer entidade química , que altera a função biológica e possivelmente a sua estrutura.

As Palavras e sua função

Droga também é um nome genérico dado a todo o tipo de substância natural ou não, que ao ser introduzida no organismo provoca mudanças físicas ou psíquicas.

Nas áreas de Medicina e Farmacologia, droga é qualquer substância que previne ou cura doenças ao causar alterações fisiológicas nos organismos.

Há quem também diga ” que droga de vida.”

As palavras têm personalidade, cheiro, cor, sabor, afeto, e isso é emprestado a quem as usa. Dentro do “combate” as drogas, a sociedade e as famílias devem se preocupar com o ser humano, e não com a droga.

Quando uma pessoas usa drogas, temos que ter em mente que vamos tratar de problemas humanos, e não de problemas de drogas. 

Drogas não têm problemas.

O ser humano é que, em função de seus conflitos, procura na droga uma solução mágica para eles.

As famílias tratam a droga como algo grandioso, difícil de lidar. Ninguém está preparado para lidar com o uso abusivo de alguém da família.

A informação é um ponto essencial, para lidar com esse bicho papão.

A humanidade sempre caminhou em busca da felicidade, o nosso sistema nervoso central é uma máquina de fabricar estímulos (dor ou prazer) e o uso de drogas afeta estes estímulos.

É nas drogas que o adolescente, o jovem, o adulto, busca esquecer dos problemas que estão no contexto familiar, na sociedade e outros.

Na verdade, a droga é uma questão muito antiga, que se confunde com a própria história do homem. O noticiário se concentra nos casos de cocaína, por vezes de maconha,raramente em outras drogas.

E parece que drogas de abuso são apenas essas.

Existem pesquisas que apontam uma infinidade de outras drogas de abuso, um destaque para o abuso de medicamentos e de álcool, principalmente em adolescentes.

Uma droga não é por si só boa ou má.

Existem substâncias que são usadas com a finalidade de produzir efeitos benéficos, como o tratamento de doenças, e são consideradas medicamentos.

Mas também existem substâncias que provocam malefícios à saúde, os venenos ou tóxicos.

A mesma substância pode funcionar como medicamento em algumas situações e como tóxico em outras e o seu uso contínuo pode evoluir para a dependência.

O uso de drogas que alteram o estado mental, aqui chamadas de substâncias psicoativas (SPA), acontece há milhares de anos e muito provavelmente vai acompanhar toda a história da humanidade.

Quer seja por razões culturais ou religiosas, por recreação ou como forma de enfrentamento de problemas, para transgredir ou transcender, como meio de socialização ou para se isolar, o homem sempre se relacionou com as drogas.

É preciso identificar os sentimentos de rejeição, solidão e os problemas que causam os conflitos familiares.

É preciso viver bem, é possível viver sem vícios.

Já alguns anos ajudo pessoas na organização do sistema familiar.

Acesse o link.

Pensamentos que geram ansiedade

Procuramos por respostas e as vezes o que precisamos é de fazer perguntas.

A Arte reflete o poder da imaginação expressada pelos sentimentos.

Acredito que quase todas as pessoas conhecem essa obra, O Grito.

Nela contém uma longa história, muitos sentimentos, principalmente o grito preso na garganta.

E quem de nós muitas vezes não temos um grito meio que entalado.

Procuramos por respostas e as vezes o que precisamos é de fazer perguntas.

Por vezes é difícil fazer a pergunta certa para encontrar a resposta certa, para termos a atitude certa.

Daí você pode me dizer:

Mas, não sei perguntar? Não sei pontuar o que vivo, o que sinto e o que penso.

Deixo aqui essa reflexão.

Qual o grito que você tem ai na sua garganta?
Qual pergunta que você não quer fazer ? 
Qual a resposta que você não quer ter?

Dê um passo de cada vez e chegue onde desejar.

Você já ouviu a frase ” Calma, um passo de cada vez.” 
E não é isso mesmo?

Se a calma está no processo, o crescimento acontece, podemos dizer; o crescimento pessoal está no autoconhecimento e na resolução de problemas, que causam aprendizado sobre si mesmo e sobre os outros.

É importante também o atendimento em psicoterapia, ou um programa de atendimento para pontuar melhor quem é você e qual o caminho que está trilhando.

Dê o seu passo, e busque chegar onde deseja.

Como lidar com o adolescente?

A adolescência é um período conturbado para quem passa pelo processo e também para muitos dos que estão à sua volta . Estatísticas demonstram que as famílias não sabem lidar com o processo de mudanças que ocorrem nesse período.

Nas escolas professores não sabem também lidar com essa fase, ela é marcada pelo desejo de liberdade, o aumento do pensamento crítico e aproximação do grupo de amigos.

Faço atendimentos para casais e sessões individuais para as mães. Meu público é a família. Constato que a mãe que não sabe lidar com a criança, não sabe lidar com o adolescente. É como uma rede que vai se formando, ou com a semente lançada na terra, se cultivada de forma correta, produzirá frutos.

O pai, parece as vezes ser somente o provedor, fica olhando o que está acontecendo na família e por vezes não tem o vínculo afetivo.

Transformações

A criança com 12 anos passa por várias transformações, a chamada puberdade, é o período em que o adolescente sofre transformações no físico: meninas crescem mais rápido que os meninos, a altura muda, os ossos ficam mais espessos, nas meninas o seio cresce, ocorre à menarca (primeira menstruação) e o aparecimento de pelos.

Nos meninos há o crescimento do pênis, início da produção de espermatozoides e primeira ejaculação. Essas mudanças corporais geram muita angústia aos adolescentes.

A angústia do Adolescente, que pode gerar ansiedade.

Entendendo a adolescência

Vamos conceituar adolescência, palavra que deriva do latim, adolescência, ad: a, para a + olescere: forma incoativa de olere, crescer, que quer dizer a condição ou o processo de crescimento.

O termo se aplica ao período da vida compreendido entre a puberdade e a maturação orgânica do corpo, cuja idade ocorre aproximadamente dos 13 aos 21 anos. 

O termo adolescência não é universal, uma vez que em muitas sociedades não possuem este conceito. Porém, cada cultura tem o seu conceito, baseando-se sempre nas diferentes idades para definir este período.

Essa informação é relevante, saber que é uma fase tão nova, e tão difícil de viver, trás compreensão e quem sabe ajuda no olhar essa fase de forma diferente.

A adolescência é uma etapa evolutiva peculiar ao ser humano e para compreendê-la é preciso estudar os aspectos biológicos, psicológicos, sociais ou culturais.

Como o adolescente se posiciona na sociedade ?

Pela história consta que por muito tempo, as crianças eram introduzidas no mundo do trabalho a partir dos sete anos; poucas estudavam ou permaneciam muito tempo no sistema educativo, onde também não estavam separadas por níveis diferenciados de idade.

A adolescência não era considerada um período particular de desenvolvimento, não existia, ainda, uma cultura adolescente.

Em consequência da complexidade das sociedades modernas industrializadas foi-se criando um espaço intermediário entre a infância e a idade adulta, entre a maturidade bio-fisiológica e a maturidade psicossocial, sendo resultado dos padrões de mudança da nossa sociedade.

Nesse período da adolescência-puberdade, os adolescentes enfrentam exigências sociais novas e, às vezes, drásticas. Fazer tudo que fazem os adultos não podem, nem podem fazer coisas de crianças, pois o adolescente não é um nem outro.

Assim, falta a identidade do ser adolescente.

Talvez o que mais ocorre na sociedade é a crise de identidade do adolescente, por isso, muitos desencontros na sua vida em todo o sentido.

Pode-se perceber também o quão importantes são às primeiras relações mãe e filho, para o desenvolvimento da identidade do adolescente, pois este é o período de maior importância no que se refere a sua sexualidade, cidadania, profissão, etc. Enfim, a fase na qual o seu mundo interior se concretiza e se conecta com o mundo exterior dos valores, da moral, da sociedade.

Falar no amadurecimento dos adolescentes depende muito do contexto social em que vivem, porque, na atualidade, as mudanças são bem mais rápidas que anteriormente, inclusive para os próprios pais que não conseguem acompanhar essas mudanças, devido à facilidade das informações, a força da mídia, as transformações sociais, e, pelas exigências da necessidade de sobrevivência.

A grande dificuldade de pais e profissionais que lidam com adolescentes é dar liberdade, mas sem deixar de garantir uma supervisão e dar limites que ajudem a minimizar riscos e consequências ruins para suas ações.

Você tem dificuldades de lidar com o adolescente, conheça nosso programa:

Entendendo minha ansiedade

Você conhece a Técnica STOP ?

Ela te ajuda a mudar os seus pensamentos.

Algumas vezes somos invadidos por pensamentos negativos e isso não acontece de repente, existiu um gatilho para que este pensamento surgisse.

É muito interessante descobrir qual o gatilho que gera os pensamentos, que geram imagens e essas imagens geram sentimentos ruins.

Geram também os pensamentos acelerados, ou seja, pensamentos que não conseguimos parar, daí ficamos num estado de vigília.

É possível você dar nome para este gatilho e como isso ocorre?

O corpo responde aos pensamentos e sentimentos que causam varias síndromes e uma delas é a Insônia.

Insônia é um distúrbio do sono caracterizado por dificuldades em adormecer ou manter-se adormecido durante o tempo desejado. No dia seguinte, a pessoa geralmente apresenta sonolência, falta de energia, irritabilidade e depressão.

Algumas pessoas sofrem de Ansiedade, e não conseguem entender os episódios que ocorrem.

Sistema de crenças

É um registro onde serão engatilhados pensamentos positivos ou negativos!

Geralmente acessamos pensamentos negativos.

Caso você seja otimista, você vai acessar suas lembranças positivas.E assim você vai treinar pensamentos de tranquilidade, de paz, de sossego, e permitir que seu corpo relaxe através também da respiração.

Mudar seus pensamentos é mudar teu sistema de crença e com isso as imagens que serão acessadas também, de negativas, passará a ser positiva. E você vai acreditar em si mesmo, no seu potencial, pois as imagens projetadas pelo seu cérebro gerarão bons sentimentos.

Para interromper o processo, a TÉCNICA STOP diz para “não evitar pensar no que esta se apresentando”.

Lutar contra o pensamento é torna-lo ainda mais real mais verdadeiro. Quando você aceita o pensamento que se apresenta e deixa que ele flua você tem a possibilidade de substituir o pensamento! A técnica diz de 4 passos:

S – (stop) PARE – fale em voz alta quando o pensamento vier “pare”! “Pare agora esse pensamento e essa imagem nesse minuto” Dê uma ordem para você.

T – (TAKE TIME) – ganhe tempo, inspire e respire. Respire profundamente. A falta de respirar aumenta a ansiedade, reeeeespira!

O – (OBSERVER) – conecte-se com o seu momento atual, olhe a sua volta, perceba onde você esta. Perceba seu momento agora e veja que absolutamente nada esta errado!

P – (PREMIUM) Congratule-se. Parabenize-se por isso, por ter encerrado este ciclo de pensamentos que lhe paralisam!

Sentimentos, pensamentos e atitudes podem ser transformados.

Viver com Arte, a expressão da vida.

Entendendo sua Ansiedade.

Quais as situações que mais causam conflitos nos Relacionamentos?

É uma pergunta difícil.

Recebi um e-mail de uma jovem que passa por muitas dúvidas no seu relacionamento e trazendo essa questão.

Vamos pensar juntos, quais seriam as situações que causam conflitos?

Vou colocar aqui algumas lições.

Lição  01 – Compreensão do que é Amar.

Muitas pessoas tem dificuldade de amar, muitas dizem “o amor acabou “.

Será que no mundo moderno as pessoas tem dificuldades de trabalhar sua vida afetiva?

Para entrarmos em contato com essas questões, devemos fazer o processo de autoconhecimento para entender .

Daí você pode dizer: “nossa isto é mais difícil do que eu pensei.”

É mesmo, colocar os pingos nos is na relação é uma tarefa árdua e exige sinceridade de ambas as partes. Fazer luz sobre a  vida afetiva é entender os detalhes do cotidiano, é ter consciência que estou dividindo um espaço com o outro. Ele é diferente de mim.

E o amor como fica? Amar  é um desejo, é uma necessidade e “ Amar é um ato de decisão. “ Você decide ficar com essa pessoa.

Lição 02 : Trabalhando a autoestima

  • O que é Autoestima?

Significa um sentimento de valor e de competência pessoal.

Pessoas com autoestima elevada são capazes de enfrentar os maiores desafios com serenidade e confiança em si mesmo (a).

Solucionam os problemas em vez de culpar os outros.

Aprendem com o fracasso e tentam novamente em vez de desistir. 

O que baixa ou levanta nossa autoestima não é o que as pessoas fazem ou dizem a nosso respeito, mas o que “nós dizemos para nós mesmos depois que o outro parou de falar”.

 Essa conversa interior irá depender de como estamos sentindo-nos interiormente

Pense nessas duas lições.

Maria de Lourdes Batista

Psicóloga online e presencial.

.

O papel do Pai na família

“Meu pai é meu herói”.

“A família, geralmente, não tem consciência da influência que causa na formação integral da criança. “

É certo que as primeiras experiências da criança acontecem dentro do seio familiar. É a família que lhe dá um nome, que tem uma classe social e genética, gerando os primeiros sentimentos acerca desta família e logo depois do mundo em que vive.

Não é de se estranhar que o ditado popular “educação vem de berço” se tornou tão usual, já que é no ambiente familiar que se inicia a formação psíquica, moral, social e espiritual da criança formando sua identidade.

Vivemos em constantes mudanças, assim as famílias tem encontrado grandes dificuldades de educar seus filhos.

Em um mundo em que a violência é exibida diariamente pela mídia e em que há uma contradição nas regras sociais e diferentes valores, as famílias se sentem confusas na tarefa de educar, pois se veem diante de tantas informações diferentes e muitas vezes controversas a respeito da educação.

Surgem, assim, pais com dificuldades de se identificarem como pais e mães, ou seja, não se veem como pais para realizarem esta tarefa essencial para o crescimento e desenvolvimento da criança. Um exemplo disso são pais que se infantilizam diante de seus filhos. Outros são os que são sérios demais e não brincam com seus filhos.

Educar não é uma tarefa fácil. Mas, necessária.

A família é um todo, cada um tem sua importância, cada um ocupa uma função, assim, se forma um sistema familiar.

Todo ser humano, busca amar e ser amado, satisfazer as suas necessidades, ser confirmado, alcançar objetivos, realizar desejos; estamos envolvidos em uma relação de intersubjetividade e inseridos em um campo, buscando sempre a autorrealização existencial.

Buscamos a felicidade, gostamos de estar com as pessoas e de ser abraçados por elas, gostamos de ouvir palavras que ajudam no nosso crescimento pessoal e familiar.

“A identidade é uma questão de com o que eu me identifico e em que campo eu me encontro”, ou seja, para saber quem sou, é preciso saber onde estou.

O papai e a mamãe que buscam autoconhecimento, facilitam a vida de seus filhos, para que os mesmos possam saber ,para onde eles estão indo, e quem eles são.

É um percurso é um ser de relação, e tudo começa em casa, na família.

O homem é um ser de potencialidades, segundo a psicologia da Gestalt- Terapia, que podem ser atualizadas a todo momento; ele nunca estará acabado, “ele não é isso ou aquilo de forma definitiva”. Ou seja, não se diz que a criança é teimosa, e sim que a criança está teimosa. Entende-se a teimosia como uma característica momentânea do campo criança-meio com muitas possibilidades de reconfiguração, dependendo da mudança de qualquer uma das partes e/ou das relações estabelecidas entre elas .

Assim, podemos dizer que o pai tem sua importância na família, na formação da identidade dos seus filhos, ele é um ser essencial nessa engrenagem chamada família.

Maria de Lourdes Batista

Psicóloga online e presencial

A doença como um caminho

Você é uma pessoa alérgica?

A doença como um caminho.

Vejamos o que fala os autores desse livro quando a pessoa é bem alérgica.

A pessoa que tem alergia é uma agressividade que se materializou. A pessoa alérgica deve fazer a si mesma as seguintes perguntas:

1 – Por que não suporto tomar consciência da minha agressividade, e a transfiro para a manifestação corporal?

2 – Quais âmbitos da vida me inspiram tanto medo que procuro evitá-los?

3 – Para que temas apontam os meus alérgenos?
4 – Até que ponto uso minha alergia para manipular o meio ambiente?

5 – Como encaro o amor, qual é a minha capacidade de amar?

Você concorda com todas essas questões?

O livro “A Doença Como Caminho”, de Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke, que trata do conteúdo psicológico associado a vários tipos de doenças e incidentes, os quais por não conseguirmos trabalhar adequadamente em nossa psique, passam a fazer parte da nossa “sombra”, não sendo percebidos conscientemente, manifestando-se, então, em nosso corpo físico, para que assim os possamos vivenciar, para superar e integrar seus consequentes desafios e ensinamentos.

Arte de Viver
Psicologia e Saúde Emocional

WhatsApp chat